Publicado por: Caio Gondim | 7 junho 2008

Trilha em Muro Alto

Por Caio Gondim

TrVB 07062008 015

Neste sábado, o grupo Venture Bikers resolveu fazer uma trilha nova. Diferente, mais exploratória, sem compromisso algum com o horário da volta, como sempre frisamos bem. Começamos a nos reunir na Praça Souto Filho, junto ao Parque da Jaqueira, de lá seguimos para a Av. Mal. Mascarenhas de Morais onde encontramos com Carol e Márcio. Ao chegarmos a Muro Alto, Lula e Rebeca, aventureiros de primeira grandeza completaram o grupo que não imaginava que teria um sábado tão divertido.

O percurso começou com muita tranqüilidade, primeiro um pequeno trecho de asfalto, com pouco movimento, depois uma estradinha de terra, no meio dos coqueirais… Chegamos a primeira lamina d´água, coisa de 10cm e teve gente que ficou com pena de por a bicicleta. Não imaginavam o que viria pela frente…

Dia chuvoso, maré alta, áreas de mangue… Isso não podia dar em outra senão o encontro com muita água. Para se ter uma idéia, cruzamos trechos de uns 30 metros de comprimento com a água com 1 metro de altura e alguns insistiram em ir pedalando, afinal, “zerar” passagens assim tem um gosto todo especial para quem curte esse tipo de aventura. Só participando para entender.

TrVB 07062008 044TrVB 07062008 037

Por ser uma trilha de caráter exploratório, alguns caminhos precisavam ser descobertos, sendo assim, volta e meia, com o perdão do trocadilho, dávamos com os “burros n´água”. Porém, a cada nova tentativa, nos deparávamos com paisagens que só poderíamos apreciar encarando uma aventura assim… Entrando em áreas de mangue fechado, descampados, pequenas ilhas, alagados de água quase cristalina, outros nem tanto, mas intacta a natureza em toda a sua plenitude. Uma maravilha para se apreciar. Juntando-se a isso um grupo que fazia piada de tudo, a diversão estava garantida.

TrVB 07062008 046TrVB 07062008 048

Alguns chuviscos, pouco sol e no final um dia bastante ameno, o que contribuiu até para o pouco consumo de água. O desgaste maior ficou por conta dos tipos de terrenos encontrados, os quais, apesar de planos em sua maioria, requeriam grande técnica e habilidade devido aos tipos de vegetação e áreas submersas, algumas com fundo bastante escorregadio.

Para concluir, fomos encontrar o mar, com direito a peixe frito na hora e o tocar suave dos pés na areia branquinha de Muro Alto, uma delícia pra relaxar, algo mais do que merecido para nossos bravos ciclistas e suas bicicletas quase anfíbias.

Valeu pessoal, contamos com vocês na próxima, até lá!

Todas as fotos

 

 

Anúncios

Categorias

%d blogueiros gostam disto: