Publicado por: Caio Gondim | 13 setembro 2008

Trilha Gurjaú

Trilha realizada pelo Venture Bikers no município do Cabo de Sto. Agostinho/PE – em 13/09/2008

Não estava em nossos planos uma trilha neste fim de semana, pois dentro da agenda do Venture, o nosso guia Dornelas, juntamente com Carol, Resk e Lula, fariam parte do evento Moda Cup e só devido a imprevistos de um e de outro, o grupo desistiu, acertando no passeio da quinta-feira uma trilha, optando-se pela do Gurjaú. Pensávamos que, pelo adiantado da hora, teríamos poucos participantes, só começamos a divulgar no final da manhã da sexta e para nossa surpresa, no sábado apresentaram-se 17 ciclistas, formando um grupo afinadíssimo na disposição e no humor, marcas registradas do Venture Bikers.

TrVB 13092008 000 (Medium)

O dia era de surpresas mesmo! Fora Marcio (PP) chegar na hora, as ciclistas presentes deram um show de desempenho, dadas as circunstancias físicas de cada uma. Evelyne que há séculos não usava a bike para dar uma voltinha nem mesmo no quarteirão apareceu com Toni, juntando-se a Catarina e Josi (MP2), iniciantes nas trilhas, além de Miriam, em franca recuperação e não vamos esquecer de Carol, um baluarte da animação para todo o grupo. Com tanta gente nova-antiga ou antiga-nova, lembramos de algumas que poderiam estar lá, como Prof. Mônica, Drika (MP1), Rebeca, Cris e tantas outras amigas e companheiras do pedal.

O Sol estava bonito e a animação era grande, saímos da Praça Souto Filho, em frente ao Parque da Jaqueira para encontrar Josi na Torre, Carol na Imbiribeira e Malagueta em Prazeres. Todos juntos, seguimos para Gurjaú e quase chegando, pra variar, nosso guia pegou um atalho saindo da pista em direção à usina. Rodamos um pouco no meio do canavial, numa estradinha esburacada, enlameada, era o fim… Claro que mais a frente tinha uma pista novinha, asfaltada, mas quem quer caminho fácil não é Dornelas? O negócio era entrar no clima.

Chegamos enfim ao “estacionamento poeirinha”. Explica-se: Deixe seu carro lá e em uma hora, não importa a cor, ele estará branco (de poeira, claro). Na próxima, seguiremos suas dicas Miriam, certo? Lá encontramos os amigos do Extremos Bikers, turminha animada que fez estava saindo para fazer praticamente a mesma trilha, só que no sentido inverso. Como esperávamos, nos encontramos novamente pelo meio do caminho. Fica aqui um grande abraço ao George Barbosa e seus companheiros, com os quais acertamos pedaladas futuras (parece que essa galera pedala viu?).

TrVB 13092008 010 (Medium)

Arrumadas as bikes, saímos em busca dos lagos, nas terras que eram ocupadas na época do descobrimento pelos índios Caetés e que foram distribuídas em sesmarias a diversos nobres, após 1571. Muitos dos engenhos construídos foram recomprados ou desapropriados pelo governo do estado no início do século XX, de modo a preservar o abastecimento d´água da região, dentre eles o São João, o Sucupema, o Roças Velhas, o São Salvador e o São Braz, onde se encontram as ruínas de sua capela de estilo barroco, formadores da Reserva Ecológica do Gurjaú. Pelo nosso caminho, primeiro vieram os estradões, mas quase sem lama, apesar das chuvas que atingiram a região há alguns dias. O Sol estava forte, mas não demorou muito e cortamos trechos de mata que amenizaram sobremaneira o calor.

Entre um trecho e outro, paradas para um breve descanso, reidratar e comer alguma coisa. Sérgio, nossa bomboniere sobre duas rodas, dessa vez trouxe o tradicional nego-bom e ninguém se fez de rogado, devoramos todos. Lula, nosso eterno menino, pensou tratar-se de jujuba, ou melhor, “chuchupa”, apelido que carregou até o final do passeio. Aliás, falando em apelido, nosso amigo paulista Malagueta agora carrega o “Lamagueta”, porque parece nunca ter visto solo massapê (estava seco em cima e mole por baixo), pisava com gosto e logicamente, afundava rapidinho, mais um pouco e só um guindaste pra tirar o rapaz da lama… Bem, as fotos dizem tudo, se Hollywood Boulevard tem a calçada da fama, Malagueta inaugurou a nossa… O sol dos últimos dias contribuiu para que praticamente todos os terrenos estivessem firmes, os que não estavam, Lamagueta descobriu…

Nada de pneus furados ou problemas mecânicos maiores, a trilha foi uma grande curtição, muitas visuais com matas belíssimas, muita água em córregos e lagos. Tivemos duas paradas, a primeira num barzinho típico dessas comunidades agroindustriais, bem despojado, mas com bebidinha gelada pra quem estava com sede. Resk encarregou-se de acabar com o estoque de amendoins do lugar.

TrVB 13092008 045 (Medium)

A segunda parada, claro, na pequena cachoeira… A água estava uma delícia, com temperatura perfeita e quem quis aproveitou bastante. Resk, certamente cheio da energia dos amendoins chegou a dar um salto “ornamental”, seguido por Malagueta (agora limpo pela água). Foi uma diversão só… Todos refeitos, iniciamos o retorno até o ponto inicial, depois de um “atalho” de mais 4 km idealizado in loco pelo nosso líder, sem aviso prévio, mas enfrentados com muito bom humor, como sempre.

Pessoal, agradecemos a todos a participação, a companhia agradável de todos vocês.

Valeu! Até a próxima!

Caio Gondim

Veja aqui todas as fotos daTrilha Gurjaú – Cabo/PE

venturebikers@gmail.com

vb marca original

 

Anúncios

Responses

  1. […] Veja mais em: https://venturebikers.wordpress.com/2008/09/13/trilha-em-13092008/ […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: