Publicado por: Caio Gondim | 1 novembro 2008

Trilha Nova Cruz – Ruínas do Engenho

Trilha realizada pelo Venture Bikers no município de Igarassu/PE – em 01/11/2008

Por Caio Gondim

Mais uma manhã de um sábado ensolarado e o VENTURE BIKERS se reuniu para fazer trilha em Igarassu, partindo do distrito de Nova Cruz. Não pensem que o “ensolarado” é mero adereço textual, vimos e sentimos com o passar das horas um sol de rachar, como há muito não se via, influenciando diretamente no final do nosso trajeto.

TrVB 01122008 032

Todos chegaram na hora, até Márcio (esse deve ter caído da cama, só pode ser) e logo as bikes fora sendo acomodadas para a partida até que percebemos que Eli não tinha chegado. Todos começaram a se perguntar o que teria acontecido com o nosso companheiro? Será que ele esqueceu o caminho e foi parar em Noronha? Teria ele sido abduzido por bikealienígenas em plena Rosa e Silva? Possibilidades a granel surgiram, mas nada que contentasse Toni, que foi “resgatar” o nosso véio perdido no espaço e principalmente no tempo…

Aproveitamos para trocar a câmara de ar de uma das bikes, verificar os rádios e Gominho tirar algumas fotos “conceituais”. Esperamos mais um pouco e logo Toni contorna a praça, é hora de partir… Não! Não é hora de partir… Ninguém entendeu porque deram uma volta inteira na praça e depois voltaram à padaria… Tsc, tsc, tsc…

Finalmente, seguimos para Nova Cruz com o mesmo alto astral de sempre, até porque uma das premissas do VENTURE BIKERS é o compromisso sempre com a diversão e lá montamos base ao lado da secular capela de Nossa Senhora das Dores, junto ao rio que estava repleto de embarcações, ratificando que o sábado prometia pra muita gente.

Tudo checado, todos a postos, iniciamos nossa jornada agora por um trecho de praia, logo que saímos da vila, até pegar novamente o calçamento que dá acesso a entrada no mangue. Nesse meio tempo, encontramos em Mangue Seco os amigos do Maré Bikers, com Josi e Serjão, duas figurinhas pra lá de queridas entre nós e o Felipe, “órfão” da trilha abortada por um outro grupo e que resolveu nos acompanhar.

A maré estava baixa e a trilha no mangue estava sequinha, passamos sem dificuldade para logo começarmos os pequenos trechos em aclive. Moleza, o grupo ainda estava “fresquinho” e o calor ainda não era escaldante. Uma subidinha aqui, outra acolá, uns sigles e alguns trechos de estradão e chegou a vez dela: A “Mardita”, ,uma senhora subida que começa em frente ao ateliê do artista Roberto Vital. Muitos tentaram, alguns passaram do começo, mas só Dornelas “quase” conseguiu – atrapalhado pela inexperiência do Fernando que atravessou o samba na frente dele (isso não se faz, não é Fernandinho? – Risos)…

TrVB 01122008 004

Deixamos pra trás a subida que quase matou metade do grupo e como diz um dos colegas pedaleiros: Depois da tempestade vem a ambulância, digo, a bonança… E ela veio em forma de descida… E que descida… Talvez uma das mais eletrizantes de que temos conhecimento por esses lados. Para quem curte down hill, essa certamente recebe a nota máxima.

Depois de toda a adrenalina, uma paradinha no Porto Vasco para nos refrescarmos. Uma ducha, um refrigerante, uma caldinho de mariscos… Muita conversa jogada fora, muitas brincadeiras, os infindáveis “discursos” do presidente. Ali vimos como o VENTURE em sua essência: Diversão pura… O que seria uma paradinha básica transformou-se em duas horas de uma conversa muito animada, propostas, projetos, brincadeiras e no meio de tudo isso um delicioso almoço. Tinha de tudo para todos os gostos… Camarão, marisco, ostra, pirão, saladas… O Porto Vasco está de parabéns pela recepção e qualidade de tudo o que nos foi oferecido.

Bem, ninguém queria, mas tínhamos que seguir caminho. Depois de um bom trecho plano, passando por pastagens e coqueirais (disseram que era pra fazer a digestão), encontramos duas subidas de bom tamanho, mas nada que não tenha sido ultrapassado sem maiores dificuldades. A primeira, antes de cruzarmos a Estrada de Nova Cruz, em direção ao engenho abandonado.

Já na beira da pista, como foi colocado no começo, o sol estava fervendo e mais uma vez, dentro dos preceitos que guiam o grupo, foi colocado em votação três trajetos para encerrar a trilha: Um mais curto, direto para o ponto base inicial, um de quatro quilômetros e um terceiro ainda maior. Votação encerrada, o venceu o segundo e talvez o melhor de todos. Seguimos para o engenho e no caminho encontramos alguns búfalos se refrescando um açude, onde gominho pode provar o quanto é corajoso alisando um deles (o mais manso, isso ficou bem claro).

Vimos as ruínas do velho engenho e de lá seguimos para o que foi a casa grande, também em ruínas, mas de uma imponência exuberante. Todos se imaginaram no tempo em que toda aquela estrutura estava em pleno uso e tiveram um pouco da idéia de como nosso estado já foi rico em decorrência do açúcar.

História é sempre bom de saber, mas a nossa história então, é preciso estar sempre recontando, para que não se perca no tempo, como aquelas ruínas que causam tanto deslumbramento quanto tristeza pelo abandono em que se encontram.

TrVB 01122008 019

Relembrado o nosso passado com muito respeito e feitas as devidas reverências à nossa Terra dos altos coqueiros, seguimos nosso caminho em direção ao Zumbi Safári, até o seu cais, o qual fica de frente para a parte mais ao norte da ilha de Itamaracá. Local bastante agradável e com boa estrutura para que deseja visita-lo.

De volta ao distrito de Santa Cruz, despedimo-nos com um sentimento de que essa trilha foi sem dúvida uma das melhores que já fizemos, não apenas pelo trajeto novo, mas pelo espírito que o grupo encerrava. Despedimos-nos uma vírgula, tentamos nos despedir porque Gominho parecia não querer ir embora nunca! Ainda bem que existe uma Catarina pra por juízo naquela cabeça! (Risos)

Quando imaginamos que já esgotou todas as possibilidades de trajetos, Dornelas nos surpreende assim, deixando a impressão que o melhor estará sempre por vir… Está de parabéns, presidente!

 

Veja todas as fotos daTrilha de Nova Cruz – Igarassu/PE

 

venturebikers@gmail.com

vb marca original

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: