Publicado por: Carol | 15 janeiro 2009

Várzea via Morro da Conceição (Quanta ladeira…)

Passeio Noturno – 15/01/2009

Por Carol Silva

PnVB 15012009 001

Com um roteiro para lá de inusitado, saímos de Parnamirim com destino à Várzea. Mas com Dornelas, um caminho simples nunca pode ser esperado. Depois de muito ameaçar ele resolveu cumprir a promessa de subir o Morro da Conceição! E lá fomos nós. Depois de tantas promessas, nós já nem acreditávamos quando ele dizia que ia para lá, então ontem ele simplesmente foi! E foi fantástico! A subida inicialmente não é um desafio, mas no último terço há uma inclinação grande e a gente tem que ter muita técnica. Mas o melhor de tudo, foi que TODOS, absolutamente TODOS superaram a ladeira!!!! Ok, tivemos 2 que pararam, tomaram fôlego e recomeçaram, mas subiram pedalando. Logo ao pé da ladeira alguns moradores duvidaram que chegaríamos lá em cima, mas nós conseguimos!!

photo20090116100205PnVB 15012009 017

Depois dos gritos de alegria, fomos até a imagem de N. Sra. da Conceição – afinal, subir o morro e não ver a santa não tem graça, né, e começamos a descida. Escutamos algumas indicações para pegar uma outra descida, mas para quem conhece bem nosso guia, ele foi em frente por onde bem quis, resultado, uma descida radical. Começamos bem, todos com a mão no freio, com muita cautela, afinal era quase um beco, ao final, uma descida íngreme onde apenas 2 corajosos ficaram em cima da bike – Rafa e Dornelas. Foi muito engraçado ver Saulo tirar as sapatilhas para não escorregar, é que por conta do ângulo da descida, os taquinhos da sapatilha não tinham aderencia e quase escorregávamos. Enquanto Carol optou por descer pela calçada que é em forma de degraus, Saulo ficou de meias, merecendo fotos!

Daí seguimos pelo Córrego do Euclides, Cajueiro e outros lugares que nem sei o nome até saírmos no terminal de Beberibe, pegamos a Av. Beberibe, pelo Porto da Madeira e descemos pela Perimetral, mais algumas voltas, inclusive 3 voltas na mesma praça, só por graça do nosso guia e saímos no Canal do Arruda, daí para a João de Barros, Centro da Cidade, quando alguns já duvidavam que iríamos chegar à Várzea, cruzamos a Conde da Boa Vista, passamos pela Praça Chora Menino e pegamos a Abdias de Carvalho, daí, Várzea naturalmente. A parada se deu aos 31km e todos estavam com ótimo ânimo.

Chegando lá, Dornelas avisou que o ciclocomputador dele havia caído e na volta ele iria pegar a Madalena para tentar localizar – não é que ele conseguiu? Realmente era para achar. Estava lá perto do Bar Aconchego do Matuto, próximo a Praça Chora Menino. Na ausencia de nosso guia habitual, assumiram a ponta eu e Roberto Lugo.

A volta foi praticamente direta (principalmente se considerarmos o caminho “reeeto” da ida! Pegamos a Paralela da Av. Caxangá e seguimos até a Torre, de onde entramos na José Bonifácio e logo estávamos de volta a Cervejaria Deu Bode, em Parnamirím.

Bem, 40km depois, ficou a sensação de que Recife ainda tem muitos lugares a serem descobertos pelo grupo do Venture Bike. Na próxima semana tem mais. Aliás, no sábado tem trilha!

Caio, fique bom logo, pois você faz falta na turma!

Album Passeio Noturno Morro da Conceição – Várzea
Anúncios

Responses

  1. Carol,
    A foto do Saulo de meia já está no PEDALANDO ENTRE AMIGOS.
    O passeio foi realmente nota 10. Que venham mais desse quilate. PARABÉNS mais uma vez ao nosso guia Dornelas.
    Grande abraço para todos, e até a próxima.
    Jean


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: